Mundo VUCA

Vivemos um momento histórico de turbulências, rapidez de transmissão de informações, fatos e versões de várias questões.

Transformações políticas acontecendo em todos os continentes, intolerância e guerras por pontos de vista diferentes quer religiosos, econômicos, políticos ou sociais.

Existe um termo em inglês conhecido por “VUCA”, abreviatura de vulnerable, uncertain, complex & ambiguous, que expressa muito bem os dias atuais: vulnerável, incerto, complexo e ambíguo. Nada mais é simples, certo ou errado, imutável, linear.

Mundo “Vuca”, lembra uma expressão que ouvi há algum tempo num curso onde foi dito que a questão não era mais Ser ou não Ser e sim Ser e não ser. Para aumentar é necessário dividir, ambíguo, mas aqueles que buscam mais poder, mais competência, mais conhecimento devem distribuir o que possuem e abrir espaço para conquistar mais.

O líder que deseja ampliar sua atuação precisa distribuir poder para sua equipe, liberar a equipe para agir e crescer, conviver com a vulnerabilidade e incerteza.

Profissionais do conhecimento não podem enclausurar o saber  que possuem porque este ficará obsoleto rapidamente. Nos dias de hoje a experiência é a grande professora e não pode ser confinada e isolada, compartilhar é cada vez mais fundamental. Na complexidade e interligações presentes no momento atual, um ponto de vista não faz verão, necessário ouvir diversas opiniões.

Ninguém mais sabe de tudo, ninguém é o dono da verdade, tudo está em construção.

Em minha vida profissional várias vezes encontrei com gestores que trouxeram frases como: “Não adianta concordar comigo porque já mudei de ideia” ou “só não muda de ideia quem não tem”, irritante as vezes para os momentos que precisamos escolher um caminho e seguir, no entanto, verdadeiro para um mundo “VUCA”, onde o ontem já era e novas coisas acontecem hoje.

Neste mundo precisa-se de mais conversas, mais confiança, mais desprendimento, mais perguntas e mais conexão. Uma nova relação interna e externa entre pessoas, entre empresas, entre comunidades e sociedade.

Fatima Patz

Mediadora de conflitos, coach, consultora de desenvolvimento de equipes e lideranças

Co-autora do livro : Gerenciamento das Partes Interessadas – Como engajar as pessoas em seus projetos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *